Menina de 12 anos, desaparecida dos pais há nove dias, é encontrada pela Polícia Militar

Menina de 12 anos, desaparecida dos pais há nove dias, é encontrada pela Polícia Militar

Ela foi encontrada escondida embaixo da cama de uma casa no João XXIII, e estava se relacionando com um homem de 27 anos
O pai de uma criança de 12 anos que mora no João XXIII, zona Oeste de Caicó, ligou para a Polícia Militar na noite deste domingo, dia 16 de dez, comunicando que a sua filha tinha saída para o colégio e estava desaparecida há 9 dias, que já teria prestado queixa na Delegacia de Policia Civil e que sabia aonde ela estaria escondida.

Segundo ele, sua filha estava na casa de um homem chamado “Uá” (FRANÇOIS EMÍDIO DA SILVA, de 49 anos) que mora ao lado do Colégio Iracema Trindade, colégio, este, aonde a menina estudava e que fica no bairro já citado. Disse também que Uá e o filho (SERGIO BRUNO EMÍDIO DE BRITO, de 27 anos) ao descobrirem que ele sabia que a filha estava na casa deles, eles o teriam ameaçado com duas facas e que no momento das ameaças ele estava com sua filha mais nova.

Os policiais foram até a residência onde encontravam -se o pai (Ua), o filho (Sérgio) e mais três homens bebendo do lado de fora da casa. O dono da casa (Uá) negou que a menina estivesse lá, e autorizou a entrada dos policiais no local.

A menina de iniciais IFB, de 12 anos foi encontrada escondida embaixo da cama, como também, um adolescente de iniciais DTS, de 15 anos, natural de São Luiz do Maranhão/MA que disse morar sozinho em uma casa abandonada na Rua Maria Rufino dos Anjos no João XXIII.

O local era insalubre e estava às escuras, ou seja, sem energia elétrica. O SÉRGIO confessou a um dos policiais militares – e na frente do pai dele – que ele estava namorando com a menina, que ela já estava na casa com ele a 9 dias e que ela gostava dele. Todos foram levados para a Delegacia de Polícia, onde ele negou tudo diante dos policiais civis, certamente, com medo de ir para o presídio.

A criança, que dizia o todo tempo que amava o acusado, foi levada para o ITEP para fazer um exame de corpo de delito, onde foi constatado que a menina não era mais virgem em data anterior ao fato.

Mediante da situação exposta e da idade da criança – apenas 12 anos – o acusado foi autuado por Crime de Estupro de Vulnerável e, diante da decisão do juíz que estará trabalhando nesta segunda feira, ele poderá ser transferido para uma unidade prisional do Estado do RN.

Por Caicó na Rota da Noticia

Postar um comentário

0 Comentários