Governadora e parlamentares querem reunião com Bolsonaro e Paulo Guedes para discutir crise financeira do RN

A governadora Fátima Bezerra se reuniu nesta segunda-feira (21), em Natal, com deputados e senadores potiguares para discutir a liberação de recursos que precisam ser autorizados pelo Governo Federal. De acordo com Secretaria de Comunicação do Governo, Fátima obteve o compromisso dos parlamentares para obtenção dos recursos extras.

Na reunião, ficou definido que deputados federais e senadores vão assinar, junto com a governadora, um pedido de audiência com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Ao lado dos auxiliares que compõem o Comitê de Gestão e Eficiência da administração, Fátima Bezerra explicou como recebeu o Estado e informou as medidas do Plano de Recuperação Fiscal - lançado no segundo dia da gestão e já em execução. Segundo a governadora, há necessidade de obtenção de recursos não previstos em orçamento.

Na ocasião, os secretários da área econômica apresentaram à bancada a situação financeira e fiscal do Rio Grande do Norte, que tem débitos de R$ 2,3 bilhões referentes aos pagamentos de servidores e fornecedores e previsão de deficit de R$ 1,8 bilhão no orçamento para 2019.

Fátima Bezerra pediu a união e o apoio das bancadas para as medidas que precisarão ser adotadas junto ao Governo Federal, como a liberação dos recursos da antecipação dos royalties do petróleo, a aprovação da repartição com Estados e municípios da cessão onerosa pela exploração de gás e petróleo, conclusão de obras como a Reta Tabajara, o complexo da Avenida Maria Lacerda e de obras de habitação e de segurança hídrica como a conclusão da barragem de Oiticica, no município de Jucurutu.

A governadora disse que o Governo “é do diálogo, aberto a críticas e sugestões” e pediu “o acesso direto, respeitoso e permanente” aos parlamentares. “Este é o meu sentimento e deve ser o dos secretários e auxiliares. Esta mesma disposição estamos tendo em relação aos poderes Judiciário e Legislativo. Queremos a bancada sempre unida em defesa do nosso Estado”, afirmou.


O deputado federal João Maia (PR) afirmou que “a bancada federal pode ajudar muito junto à União para o Estado fechar as contas do passado e equilibrar o presente”.

O deputado Eliéser Girão (PSL) disse que a bancada potiguar estará unida em Brasília. “A situação financeira de hoje gera instabilidade e o caos social. Com certeza estaremos somando esforços para a superação dos problemas. Se a união da bancada não funcionou no passado, 2019 será o ano e a hora dessa união. Não tenham dúvidas que o nosso trabalho será em prol do Rio Grande do Norte”, declarou.

Também estiveram no encontro a deputada Natália Bonavides (PT), o deputado Beto Rosado (PP), a senadora Zenaide Maia (PHS) e o senador Jean-Paul Prates (PT). Participaram da reunião ainda o vice-governador Antenor Roberto (PCdoB) e integrantes do Comitê Gestor - secretários de Estado do Gabinete Civil, Raimundo Alves, da Administração, Virgínia Ferreira, da Tributação, Carlos Eduardo Xavier, controlador geral, Pedro Lopes, procurador geral, Luiz Antonio Marinho.

Por G1 RN

Nenhum comentário