Secretário Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte planeja aumentar efetivo da Segurança

Secretário Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte planeja aumentar efetivo da Segurança

O Secretário Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte, Coronel Francisco Araújo, assumiu o cargo nesta semana com a intenção de aumentar o efetivo da Polícia Militar e de outros comandos, como o dos Bombeiros e a Polícia Civil. Contudo, ele reconheceu que a prioridade no momento é resolver a situação financeira do estado para que, em seguida, haja condições de aumentar o efetivo.

Até o ano passado, o Rio Grande do Norte possuía um déficit de 10 mil agentes na área de segurança pública, entre policiais civis, militares e bombeiros. “No tocante à Polícia Militar já existe um concurso em andamento, então tao logo sejam concluídas todas as fases do concurso, vamos pleitear junto à governadora, para que sejam incorporados ao ao efetivo da Policia Militar, mas sem esquecer que o objetivo número 1 é colocar a folha de pagamento em dia e só podemos chamar quando isso acontecer”, declarou.


Araújo disse ainda que desde o ano passado vem traçando planos e estratégias em duas frentes: o policiamento ostensivo e também repressivo. “Assim que aceitamos o convite da governadora, logo começamos a fazer reuniões de planejamento para colocar ações de polícia ostensiva e de investigação,. Acreditamos que precisa haver uma combinação dessas duas frentes. A do policiamento ostensivo que deve ser preventiva, e também a do policiamento repressivo, quando se trabalha a repressão qualificada do delito. E é justamente nas ações de inteligência e de investigação que a policia civil trabalha”, disse.

Por Cláudio Oliveira

Postar um comentário

0 Comentários