Suspeito morto durante assalto em Candelária participou da morte de PM em 2018

O suspeito atingido por tiros e que morreu em confronto com a PM em arrastão em uma casa de Candelária, na zona Sul de Natal, teve participação na morte do Cabo da PM, Melqui Djalcy Rodrigues. A informação foi confirmada pela Polícia Civil.

Segundo o delegado Franklin Albuquerque, da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Mateus Yang Fernandes Ovídio, 19 anos, foi o responsável por atirar e matar o PM em 8 de junho de 2018.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, um dos três presos da ocorrência desta sexta-feira, em Candelária, também estava envolvido na morte do cabo. Ele estaria dirigindo o veículo que deu apoio ao crime.

Melqui Djalcy Rodrigues tinha 41 anos e foi morto na Avenida dos Caboclinhos, no bairro de Lagoa Azul, na zona Norte de Natal. Ele foi atingido na cabeça, chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Um terceiro envolvido já havia sido morto em confronto com a PM, poucas horas após o homicídio contra o policial militar.

Por Portal no AR

Nenhum comentário