Advogado: “Ela agiu em legítima defesa, após diversos abusos e estupros do próprio marido”

A Polícia Militar da cidade de Serra Negra do Norte, sob o comando do 2º Sargento PM Marconi Ferreira, prendeu Adriana Araújo, acusada de matar o companheiro enquanto dormia.

A oitiva da investigada foi cheia de depoimentos emocionantes, inclusive com riqueza de detalhes, que podem dar outra conotação e alterar a linha de investigação que hora se inicia.

Para o advogado da conduzida, Dr. Rômulo Fernandes, "ela agiu em legítima defesa, após diversos abusos e estupros do próprio marido. Ele um monstro dentro de 4 paredes", declarou.

Ao falar da vítima, o operário Geraldo Luiz, o advogado disse se tratar de um homem bom perante à sociedade, já em casa, 'pessoa possessivo, que espancava a esposa sempre que queria', disse.

Dr. Rômulo disse ao blog Jair Sampaio que sua cliente agiu em legítima defesa: "Ela revidou a uma agressão iminente, tomando a faca do marido em meio à mais uma sessão de espancamento".

Dr. Rômulo Fernandes fez um pedido à população de Serra Negra do Norte. "Peço a todos que procurem saber a história de sofrimento dessa mulher antes de julgá-la, ela não acusada, é vitima".

Ainda em seu depoimento, ela mostrou diversas cicatrizes e hematomas ao delegado. Adriana Araújo disse ter se relacionado com Luiz desde os 13 anos de idade, e apanhava quase que diariamente.

Por Blog Jair Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário