Estudantes que levaram golpe ganham festa de formatura no Rio

Estudantes que levaram golpe ganham festa de formatura no Rio

Estudantes do Rio que foram parar na delegacia reclamando de golpe porque a festa de formatura não aconteceu enfim puderam celebrar. Uma empresa se solidarizou com a turma e organizou, sem custos, um baile nesta terça (30) – que teve até show voluntário do cantor Buchecha.

No dia 20 de abril, alunos de oito cursos de universidades públicas e particulares do Rio que tinham contratado a empresa de formaturas Aloha foram surpreendidos já trajados de gala. O prejuízo médio alegado foi de R$ 3,5 mil.

A casa de shows contratada pela Aloha cedeu o espaço, e 92 formandos do grupo lesado comemoraram o diploma.

“Se formar é a oportunidade de você ter uma profissão e fazer a diferença na sociedade. A formatura é uma celebração desse momento, dessa conquista”, vibrou Junior Braga, formando em psicologia.

O cantor Buchecha soube do drama e também decidiu ajudar. “A gente se comove com uma situação dessas. É o sonho de muita gente”, afirmou.

“Acordei nervosa! Não tinha como não ficar. Eu só acreditei quando cheguei aqui e vi tudo isso”, disse Bianca Richter Cardoso, formanda em nutrição.

Multa de até R$ 10 milhões

Rodrigo Lopes Marques, dono da Aloha 2009 Formandos e Eventos, ainda está desaparecido. A empresa foi notificada dia 22 e deve apresentar nesta semana a defesa e explicar como vai ressarcir os clientes lesados.

De acordo com o Procon, a multa por descumprimento do contrato, sem qualquer aviso, pode chegar a R$ 10 milhões.
Por G1

Postar um comentário

0 Comentários