Polícia Civil prende, no Paço da Pátria, homem por latrocínio contra policial militar

Policias civis da Divisão Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) prenderam, na manhã desta quarta-feira (27), Janderson Ferreira Leones, 24 anos. Ele foi recapturado no bairro Paço da Pátria, na Zona Leste da Capital Potiguar. A prisão se deu em cumprimento a um mandado de prisão preventiva, decorrente de sentença condenatória pelo crime de latrocínio que vitimou o sargento da Polícia Militar, José Edivaldo do Nascimento, ocorrido em 21 de abril de 2018.

Em março, ele havia sido preso pelo crime de tráfico de drogas, quando foi encontrado com 25 porções de “crack”, o que somava 2,33 gramas da droga. Após essa prisão, realizada em março, ele passou a responder por dois processos: um referente ao latrocínio que vitimou o sargento e outro relativo ao tráfico de drogas que motivou sua prisão. Em razão de a conduta ter sido considerada posse de drogas para consumo pessoal, ele foi solto pela Justiça em setembro deste ano, apesar de haver um pedido de prisão preventiva por parte da Polícia Civil, referente à morte do policial militar.

Ainda no mês de setembro, Janderson Ferreira foi condenado pela Justiça, em primeira instância, a uma pena de 17 (dezessete) anos e 06 (seis) meses de reclusão, pela morte do sargento da Polícia Militar, José Edivaldo do Nascimento, ocorrida em 21 de abril de 2018. Com a condenação, a prisão preventiva de Janderson Ferreira foi decretada.

Durante as diligências realizadas nesta quarta-feira (27), no Paço da Pátria, foram encontrados, em outro imóvel, duas mesas de som, com valor de aproximadamente R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos mil reais), além de diversos produtos para cães, como coleiras, guias, rações e bolsa para transporte, os quais possivelmente são provenientes de roubos ou furtos. A proprietária do petshop, que foi vítima do crime de furto, foi identificada e o responsável pelo imóvel, no qual o material foi encontrado, foi atuado em flagrante por receptação dolosa.

Janderson Ferreira foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que o proprietário das mesas

Postar um comentário

0 Comentários