Potiguar Ítalo supera Medina na final, ganha o Pipe Masters e dá carro que ganhou de premiação para a amada

Assim que se sagrou campeão mundial no mar em Pipeline, na última quinta-feira, Ítalo Ferreira olhou para o céu e agradeceu. Foi o momento de o surfista de Baía Formosa lembrar que em um ano de tantas perdas, também vieram suas maiores conquistas. Ítalo perdeu a avó quando já estava no Havaí treinando para a decisão. Um pouco antes, ele também teve que superar a morte do tio.

E, em todos esses momentos, quem estava ao lado para confortar o campeão mundial foi a namorada. A atriz e cantora Mari Azevedo se transformou no porto seguro do surfista potiguar nessa temporada e uma espécie de talismã.

- A gente começou a namorar na Gold Coast, foi minha primeira viagem de fato com ele, que a gente tava junto de verdade. Eu lembro que quando o Ítalo ganhou, eu falei para ele: Nossa! Eu acho que nunca fiquei tão nervosa na minha vida! E ele falou: então imagina quando eu for campeão mundial. Se prepara, que você vai ficar mais - explicou Mari.
A vitória de Ítalo na Gold Coast (AUS) logo na primeira etapa do ano já foi um indício do que o potiguar ia aprontar. A partir daí, Mari passou a acompanhar o namorado em quase todas as etapas e ajudou Ítalo a protagonizar uma das maiores arrancadas já vistas no surfe mundial.

Depois de estar 10 mil pontos atrás dos líderes, faltando 3 etapas para o fim da temporada, Ítalo enfileirou três finais seguidas: ficou em 2º na França e venceu Portugal e Pipeline. Em todos esses momentos, Mari estava lá ajudando. Seja para levar uma prancha reserva quando o Ítalo precisasse na bateria ou para consolá-lo, como foi em Bells Beach, após o namorado cometer uma interferência e ser eliminado pelo sul-africano Jordy Smith.

Por Globo Esporte

Postar um comentário

0 Comentários