Criança de um ano morre afogada depois de cair em viveiro de peixes

Criança de um ano morre afogada depois de cair em viveiro de peixes

Uma criança de um ano e quatro meses morreu afogada depois de cair em um viveiro de criação de peixes na zona rural de Ceará-Mirim, na tarde de quinta-feira (23). A mãe disse que o menino sumiu e depois de procurado em todos os cômodos da casa, foi encontrado dentro de um poço onde o vizinho cria peixes.

O menino do afogamento é Cássio Victor Rocha da Silva, de um ano e quatro meses. Lílian Rocha da Silva, mãe da criança, disse que ela e o menino foram dormir e que, quando acordou, não achou a criança.

Em seguida, Lílian disse que encontrou o corpo do filho no viveiro em que o vizinho cria peixes e ainda tentou reanimá-lo, mas a criança já estava sem vida. O corpo de Cássio foi levado para o Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN) em Natal e liberado na noite de quinta.

Desempregada e recebendo benefícios sociais como única fonte de renda, Lílian criou dois dos três filhos com a ajuda da mãe. Sem condições, a outra filha de 9 anos seguiu para adoção. A mulher ganhou um caixão mas não tinha verba para pagar o táxi que levou o corpo do menino, a funerária e os gastos com velório e sepultamento.

Postar um comentário

0 Comentários