Abril Verde: Cerest Estadual realiza inspeções em ambientes de trabalho

Abril Verde: Cerest Estadual realiza inspeções em ambientes de trabalho

Para marcar o “Abril Verde”, mês dedicado a prevenção de acidentes e doenças relacionadas ao trabalho, o Centro Estadual de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) está organizando ações para garantir a segurança e saúde dos trabalhadores de todo o Rio Grande do Norte.

Em parceria com a Ouvidoria da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) o Cerest está investigando os casos de denúncias que colocam os trabalhadores em risco, além de estarem inseridos em blitz educativas junto a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Corpo de Bombeiros, Cruz Vermelha e alguns municípios do Estado, com o intuito de abordar trabalhadores de transportes nas BRs sobre o risco de suas atividades laborais em tempos de COVID-19.

Estimulando a construção de uma cultura da prevenção, saúde e segurança no trabalho, o Cerest também utilizará as mídias virtuais para veiculação e divulgação de mensagens relacionadas ao tema.

“Inúmeras notas informativas já foram construídas pela equipe técnica do Cerest/RN, visando alertar aos trabalhadores que tiveram suas atividades mantidas por fazerem parte das atividades essenciais nesse momento de pandemia, no tocante a noções de higiene e medidas de segurança”, explicou Kelly Maia, subcoordenadora do Cerest.

O Cerest também faz parte da equipe do comitê de contingência à pandemia no Estado do RN e tem participado ativamente do plano de contingência Estadual. “Manteremos nosso compromisso com a implementação de ambientes de trabalho seguros e saudáveis, reforçando a cada dia, as ações de saúde e segurança dos trabalhadores e trabalhadoras do nosso Estado”, finalizou Kelly.

Abril Verde

O mês de abril foi escolhido por conter duas datas importantes para o tema: o Dia Mundial da Saúde (7/4) e o Dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho (28/4). O símbolo é um laço verde e a cor escolhida representa as questões de segurança e saúde do trabalho.

A mobilização envolve sindicatos, instituições de ensino e pesquisa, fundações, ministérios, federações e sociedade em geral.

O Rio Grande do Norte registrou no ano de 2019, 3.098 casos de acidentes e doenças do trabalho, compreendendo 22.790 casos registrados desde 2007, quando os Agravos de Saúde do Trabalhador passaram a ser notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) do Ministério da Saúde.

Postar um comentário

0 Comentários