Após bateria de exames, clubes do Rio somam 157 casos positivos; índice de 18,6% dos testados

Após bateria de exames, clubes do Rio somam 157 casos positivos; índice de 18,6% dos testados

Mais de três semanas depois dos primeiros resultados de testes de coronavírus, realizados pelo Flamengo, a divulgação dos exames pelo Vasco fechou primeiro ciclo de bateria de testes no futebol carioca. Até agora, dez clubes fizeram testagens, num número total de 841 exames - o Madureira realizou 40 exames, mas não divulgou os resultados.

Deste total conhecido, são 157 resultados positivos - a maioria é assintomática e já apresentou anticorpos (está imunizada). Destes positivos, são 44 atletas. O índice neste pequeno universo do futebol do Rio de Janeiro é de 18,6% entre todos os testados.

O Vasco e o Bangu, com 30% e 31%, foram os clubes que tiveram maior percentual de casos positivos. Entre os atletas, é o clube de São Januário o que mais apresentou positivo em testes de coronavírus - foram 19 atletas ao todo, sendo três desses já imunizados. No total, com 75 positivos, o Vasco representa 47,7% entre quase 900 testes no futebol carioca.

É mais do que o triplo de casos do Flamengo, que também fez testes em larga escala (índice de 17% dentro dos testados, com 25% do elenco com contato com o coronavírus) - os dois grandes clubes não fizeram apenas testes rápidos, mas também o RT-PCR, que é uma espécie de cotonete que se coloca no nariz dos atletas, com eficiência maior no resultado do coronavírus.

Além do Flamengo, o Bangu já voltou aos treinamentos - os dois antes de liberação de órgãos públicos. O Madureira e o Boavista iniciaram trabalhos de retomada no fim da semana passada. Nesta segunda-feira, é a vez do Vasco voltar a São Januário para avaliações médicas e físicas. O clube chegou a marcar reapresentação na semana passada, mas voltou atrás e cancelou as atividades.

Fonte: Globo Esporte

Postar um comentário

0 Comentários